FRASES DE PATATIVA DO ASSARÉ

Eu sou de uma terra que o povo padece Mas não esmorece e procura vencer. Da terra querida, que a linda cabocla De riso na boca zomba no sofrer Não nego meu sangue, não nego meu nome Olho para a fome, pergunto o que há? Eu sou brasileiro, filho do Nordeste, Sou cabra da Peste, sou do Ceará. Patativa do Assaré

Sertão, argúem te cantô, Eu sempre tenho cantado E ainda cantando tô, Pruquê, meu torrão amado, Munto te prezo, te quero E vejo qui os teus mistéro Ninguém sabe decifrá. A tua beleza é tanta, Qui o poeta canta, canta, E inda fica o qui cantá. (De EU E O SERTÃO - Cante lá que eu canto Cá - Filosofia de um trovador nordestino - Ed.Vozes, Petrópolis, 1982)

Há dor que mata a pessoa Sem dó nem piedade. Porém não há dor que doa Como a dor de uma saudade. Patativa do Assaré

É melhor escrever errado a coisa certa do que escrever certo a coisa errada... Patativa do Assaré

Meus versos é como semente Que nasce arriba do chão; Não tenho estudo nem arte, A minha rima faz parte Das obras da criação Patativa do Assaréhttp://parazinet.files.wordpress.com/2009/02/patativa-do-assare-charge.jpg

frase, leitura, ler, literatura, patativa

quarta 03 junho 2009 18:41 , em GRANDES NOMES



Nenhum comentário FRASES DE PATATIVA DO ASSARÉ



Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.161.143.22) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para ulyssesdorego

Precisa estar conectado para adicionar ulyssesdorego para os seus amigos

 
Criar um blog